Pix taxação: meio de pagamento vai receber taxas em 2023?

Publicidade

Uma notícia que se está se espalhando pela internet e que com toda certeza está preocupando muitas pessoas é a respeito do PIX taxação.

Até porque, conforme boatos que estão sendo divulgados, o vice-presidente que vai tomar posse ao cargo em 2023, Geraldo Alckmin, teria dado a proposta de taxar o PIX.

Dessa forma, o meio de transação hoje mais usado entre os brasileiros, provavelmente receberia essa taxação, e assim seria necessário pagar um certo valor para realizar as transferências.

Ou seja, tirando completamente o foco do PIX que é ser gratuito, rápido e prático, gerando muita preocupação entre as pessoas.

No entanto, a dúvida que não quer calar nesse momento é: será que tudo isso é realmente verdade?

Por fim, veja tudo sobre o PIX taxação, confirmando se é notícia é realmente verdade e se o meio realmente vai receber taxas em 2023.

Publicidade

PIX taxação realmente vai ocorrer?

Primeiramente, precisamos dizer que, ao que tudo indica, a notícia a respeito da taxação do PIX é totalmente falsa.

Durante todo o período das eleições, o pessoal do lado adversário teria citado que o meio de pagamento seria taxado caso Lula ganhasse as eleições.

Isso porque, devido à necessidade de reduzir a dívida pública e aumentar a arrecadação, a necessidade de taxação se tornou necessária.

Principalmente levando em consideração que o PIX é hoje uma das formas de pagamento mais utilizadas dentre os brasileiros, devido ser instantâneo, prático e rápido.

Assim, as antigas transferências bancárias como DOC e TED vem deixando cada vez mais de serem utilizadas, principalmente devido a alguns bancos taxarem esse tipo de transação.

No entanto, até então, nem o eleito Lula e nem o seu vice Alckmin vieram a público confirmar que o meio de pagamento será taxado.

Inclusive, já foi confirmado que uma imagem que vem circulando na internet, usando a capa do site G1, com a notícia: “Alckmin diz que por motivos financeiros específicos, a taxação do PIX é algo extremamente necessário para o crescimento econômico brasileiro” é totalmente montagem.

Publicidade

O PIX pode ser taxado no governo de Lula?

Mesmo que a notícia que vem circulando na internet seja falsa, e que o presidente Lula e o seu vice não tenham falado nada a respeito, será que o PIX taxação pode ocorrer.

Até porque, para você ter uma ideia, de acordo com dados divulgados no site do Governo Federal, brasileiros realizaram mais de 1,6 bilhão de operações via PIX em um mês apenas em novembro de 2020.

E, agora que o meio de pagamento se tornou ainda mais comum, espera-se que esse número seja ainda maior.

Ou seja, caso fosse taxado, com toda certeza poderia gerar um aumento considerável na receita do Governo, devido ao alto número de transações.

No entanto, saiba que até então tudo ainda está muito incerto a respeito se o PIX pode ser taxado no governo de Lula.

Até porque, caso isso ocorresse, com toda certeza haveria uma redução no número de transações, e o método perderia totalmente sua função principal.

Portanto, acredita-se que pelo menos para o ano de 2023, o PIX taxação ainda seja algo distante, e que não deve ocorrer.

Publicidade

Considerações finais

Se você estava na dúvida a respeito se a taxação PIX é real, saiba que até então, não se teve notícias verdadeiras sobre isso.

Por fim, você acha que  isso poderia afetar os usuários do meio de transação?

 

GUSTAVO

Gustavo atua criado conteúdo de relevância desde 2022, elevando ainda mais o conhecimento e experiência do usuário

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo